Ninguém resiste a uma boa história!

Era uma vez…

Este é um início clássico dos grandes contos de fadas. Este famoso gatilho mental, provoca a esperança de que lá vem uma boa história pela frente. Essas histórias são poderosas, são verdadeiras armas na comunicação e engajamento.

Como profissionais especializados em marketing de conteúdo, invariavelmente precisamos estar no ramo de contar histórias se desejarmos que nosso conteúdo inspire pessoas e ecoe pelos canais de comunicação. Criar, conectar e otimizar por meio Storytelling se tornou a nova fórmula para o sucesso no Marketing de conteúdo.

A idéia é que que nossa audiência seja envolvida de forma que possamos provocar emoções cada vez mais espetaculares. Num momento em que o conteúdo está absolutamente em todos os tipos de canal, contar uma boa história pode alçar sua marca para um patamar de diferenciação sobre a concorrência.

Veja o porquê:

1) Nós somos programados para escutar boas histórias

As histórias e as formar que reagimos a elas fazem parte de nossa evolução. Histórias fazem nosso cérebro se iluminar e quando as pessoas estão envolvidas com uma boa história, uma série distinta de áreas de nosso cérebro estão em acelerada e constante atividade.

2) Histórias quebram barreiras

Histórias nos ajudam a compreender o mundo e o próximo. Nos conectam e inspiram compaixão, podem ser grandes responsáveis por mudar nossa atitude.

3) Histórias constróem relacionamentos

O ser humano tem uma predisposição para histórias e as conexões que elas nos proporcionam nos ajudam a construir sólidos e duradouros relacionamentos.

Mas então como construir histórias melhores?

1) Criando

Desenvolva um conteúdo que traga histórias interessantes para cada etapa da jornada de compra da sua audiência. Inicie apresentando os pontos chave e os valores agregados, e no meio do caminho conte histórias sobre o seu negócio, seu mercado e seus clientes. No final, se aprofunde em histórias sobre seus produtos e serviços.

Em cada fase, o conteúdo que você cria pode se classificar em 3 tipos: Pontuais, Sazonais e Perenes.

2) Conectando

Escolha com cuidado como e onde voce irá compartilhar seu conteúdo. Voce pode utilizar seu site, redes sociais e sua base de emails para alcançar seu público. Mas o grande segredo é definir com maestria qual a finalidade daquela história. Existem táticas específicas que mudam dependendo da aplicação. Entenda se a finalidade é converter mais, trazer awareness de marca ou estimular o novo e poderoso conceito de Brandformance.

3) Otimizando

Depois de criado e conectado, seu conteúdo precisa ser analisado sob a ótica da performance. Seu conteúdo é realmente eficaz? Fique de olho nas métricas para determinar se aquele conteúdo é realmente campeão e está cumprindo o papel que você definiu para ele. Sempre tome medias para aperfeiçoar o conteúdo de acordo com métricas pré-estabelecidas.

Adriano é publicitário e diretor de Estratégia de Marketing da SmartBuzz. Com experiência iniciada em marketing offline há 18 anos, viveu o nascimento das vertentes digitais e inovadoras do marketing e hoje é um grande defensor de ferramentas digitais para execução de marketing e comunicação.

Contando histórias e engajando pessoas.

Veja mais artigos como este

Veja todos os artigos