tribelogo

Tribe

O conceito Tribe O importante, além da batida, é estar em meio à natureza. Festas regadas à música eletrônica como a Tribe são uma resposta à vida contemporânea urbana. Elas evidenciam o valor da dança ao ar livre para se conectar com a natureza. Ver o pôr do sol, o céu, as árvores e o nascer do sol. Transcender a realidade cotidiana, ir além de si mesmo… Tudo isso deveria acontecer sob o guarda-chuva maior da cultura eletrônica : P.L.U.R = Paz, Amor, União e Respeito.

O nome Tribe significa tribo. Mas, aqui, a palavra não significa um grupo específico. Na verdade, abrange todos sem distinção, uma tribo do coletivo, que quer abarcar e harmonizar as diferenças, simplesmente aceitando-as. Havendo Respeito poderá haver União e havendo a União poderá existir Paz e Amor. Basta querer livrar a mente das amarras cotidianas. É o cenário perfeito para uma jornada de autodescobrimento, de vivência interior por meio da conexão com o coletivo e com os elementos naturais. Lembrando-se, ao voltar pra casa, de lembrar aqueles sentimentos e dos valores experienciados com o coletivo, na esperança de poder levar e transmitir mais deles para a vida diária e para a sociedade. Música

Para fazer as pessoas passarem por essa vivência e se desgarrar da realidade, a música eletrônica é ideal. O estilo surgiu com força nos anos 90 e foi sendo aprimorado ao longo do tempo. Se antes tudo era dance music, novos subgêneros surgiram: Trance, Psytrance, House, Garage, Techno, Progressive, Breakbeat, Drum n’ bass e Goatrance. Tudo era novo, diferente e experimental. Os estilos, muitas vezes, se misturando. Tudo para mandar a racionalidade para o espaço e deixar a mente transcender. Na batida do tambor, um moderno ritual de transcendência.

O que nossos clientes dizem

Veja todos os Depoimentos